Shaw produz carpetes de acordo com o Cradle to Cradle

Shaw produz carpetes de acordo com o Cradle to Cradle

Carpetes modulares são amplamente empregados em edifícios empresariais e residenciais ao redor do mundo. Nos Estados Unidos, maior mercado mundial, os carpetes respondem por 51% da venda de pisos [1,2]. Na Europa, é previsto que a demanda por carpetes ultrapasse 800 milhões de metros quadrados em 2022 [3]. Já a Ásia representa o mercado de maior crescimento no setor, devido ao rápido processo de urbanização e à alta demanda por novas construções[1].

Esses altos índices de consumo geram milhões de toneladas por ano de carpetes usados que são descartados em aterros sanitários ou incinerados. O volume de descarte sobrecarrega o sistema de tratamento de resíduos sólidos e é agravado pelo uso de materiais tóxicos como PVC e ftalatos na sua fabricação, contaminando o ambiente. O carpete descartado significa perda de materiais que poderiam ser reintroduzidos na indústria e reaproveitados em novos produtos.

Algumas companhias do setor têm se destacado por transformarem essa realidade através de iniciativas na modificação da composição e do design dos carpetes, possibilitando que sejam desmontados e reciclados, além de se responsabilizarem por sua coleta ao final do uso.

Projeto da Shaw para Escritório da Empresa Baoli – Canton, China. Fonte: Shaw

 

A Shaw é exemplo deste modelo. A empresa é a maior produtora de carpetes do mundo e líder de mercado nos Estados Unidos. Em 1999, iniciou um processo de transição para um modelo ecológico. Em 2007, tornou-se a primeira empresa de carpetes a obter a certificação Cradle to Cradle®. No seu último relatório de sustentabilidade de 2016, a Shaw anunciou que 85% de seus produtos já são certificados Cradle to Cradle, e tem como objetivo atingir 100% até 2030 [4].

O comprometimento com a saúde dos materiais, uma das categorias da certificação C2C, também a destaca no que diz respeito à contribuição para a qualidade do ar do interior dos ambientes, visto que os materiais que compõem um edifício e o mobiliário de ambientes fechados podem liberar contaminantes como os COVs (compostos orgânicos voláteis) que são uma das causas do que a Organização Mundial da Saúde definiu como “Síndrome do Edifício Doente”, e que podem causar complicações como alergias, asma, etc. [5]. Os produtos com certificação C2C garantem que a composição dos materiais não seja nociva aos usuários.

A tecnologia patenteada EcoWorx® consiste em uma base termoplástica de poliolefina livre de PVC e betume, que incorpora 44% de materiais reciclados e utiliza 40% menos energia em sua produção do que carpetes convencionais. As fibras são feitas em náilon-6 (tecnologia EcoSolution Q®), que incorpora náilon reciclado e é por si 100% reciclável. A empresa se responsabiliza pela coleta do carpete após o tempo de uso em qualquer lugar do mundo, recolhendo o material e recuperando-o como matéria-prima para a produção de novos carpetes, sem perda de performance. De 2006 até hoje, a Shaw já reciclou mais de 300 mil toneladas do produto[6].

 

O sucesso da empresa é resultado da união de sustentabilidade com performance e preços competitivos. A performance dos carpetes com tecnologia EcoWorx® é melhor do que produtos semelhantes que utilizam produtos químicos tóxicos. Também é 40% mais leve, o que facilita e diminui os custos de transporte e instalação. Os carpetes atendem aos setores empresarial, doméstico, hospitalar e educacional, e já foram instalados em milhares de projetos em mais de 80 países [7], inclusive no Brasil.

Garantia ambiental dos carpetes da Shaw. Fonte: Shaw

Melhoria contínua

O design Cradle to Cradle engloba o uso de energia renovável, manejo de água, responsabilidade social, saúde dos materiais e reciclagem. Ao adotar a certificacão C2C, a empresa se compromete a um processo de melhoria contínua em todos esses aspectos.

Apesar dos esforços de inovação, as estatísticas de reciclagem destes carpetes ainda estão longe de seu máximo potencial. Isso se deve a duas razões. A primeira é que muitos consumidores acabam não devolvendo os carpetes para a empresa. Há um mercado de repasse de carpetes usados. Existem ainda serviços de retirada que mandam os carpetes para aterros sanitários ou incineração. É preciso, portanto, tornar os hábitos de pós-consumo coerentes com a proposta de sustentabilidade.

Além disso, tendo em vista que o tempo de vida do produto é estimado entre 7 e 20 anos, existe um intervalo de tempo longo entre a aplicação das inovações e o retorno ambiental desejado em termos de reciclagem. Como as iniciativas de produção de carpetes com design circular ainda são recentes e os produtos desta geração ainda estão dentro de seu tempo de uso, podemos classificar a circularidade no setor de carpetes como um processo em plena transição.

Saiba mais no site da Shaw

Referências:

[1] Global Industry Analysts
[2] The Carpet and Rug Institute
[3] Grand View Research
[4] Shaw Industries Group , Sustainability report, 2016
[5] Environmental Protection Agency
[6] Shaw Contract
[7] C2C Products Innovation Institute – Path to Positive: Shaw Optimizes From Manufacturing to Reuse, 11/2016.

VERSÃO PARA DOWNLOAD

Quer guardar este case para referência offline?

Preparamos um arquivo PDF diagramado especialmente para isso.

Você pode colecionar este e os outros cases que vamos publicar

para criar um acervo de referência de exemplos inspiradores

de inovação circular!

download gratuito

colaboração: Susan Moreno

gostou? compartilhe!
Share on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Ideia Circular
contato@ideiacircular.com

Deixe um comentário

Quer saber mais sobre economia circular, design circular e cradle to cradle?

 

Oferecemos um treinamento 100% online, com instrumentos e exercícios para você aplicar esse conhecimento nos seus projetos e produtos.
Fique sabendo quando abrirmos as inscrições!

Ebook
os 3 princípios
do design circular cradle to cradle
receber PDF
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
download do manifesto
o lixo é um erro de design
receber PDF
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
fique sabendo
sobre novos conteúdos, oportunidades e eventos relacionados à Economia Circular no Brasil e no mundo.
cadastrar
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
Curso online
Quer saber mais sobre economia circular, design circular e cradle to cradle?
Oferecemos um treinamento 100% online que aborda todos esses assuntos em profundidade, trazendo instrumentos e exercícios para você aplicar esse conhecimento nos seus projetos.

Cadastre-se para ficar sabendo quando abrirmos as inscrições!

 
quero ficar sabendo!
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
fique sabendo
sobre novos conteúdos, oportunidades e eventos relacionados à Economia Circular no Brasil e no mundo.
cadastrar
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
download do case / pdf
remaster
receber PDF
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
download do case / pdf
ecovative
receber PDF
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
download do case / pdf
fibraresist
receber PDF
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
download do case / pdf
gugler
receber PDF
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
download do case / pdf
oka
receber PDF
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
download do case / pdf
shaw
receber PDF
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
relatório
Economia Circular
no Festival Path 2018
receber relatório
Não praticamos SPAM! Garantimos a privacidade dos seus dados. 
close-link
teste cadastro posts
Cadastrar
close-image